Guru do Amor | Memórias de um Amor
883
single,single-post,postid-883,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-10.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.12,vc_responsive
 

Memórias de um Amor

Memórias de um Amor

Música e Amor

Música e Amor

Já escrevi um texto utilizando diversas músicas e um outro utilizando apenas uma. São os textos que mais gosto, pois conciliam duas paixões que tenho e, principalmente duas coisas que mexem com qualquer ser humano, a música e o amor.

Atualmente tenho escutado o som de uma banda vencedora em um programa de TV, que consegue fazer bem a mistura de música e amor.

A música tem o grande poder de tocar pessoas diferentes em momentos diferentes com  a mesma letra e melodia. O que muda é como a mesma é sentida e interpretada.

Segue uma…

Banda Malta – Memórias

Hoje eu vejo que não consigo entender

O que houve entre nós

Eu ainda consigo ouvir sua voz

Me dizendo o que eu já sei

 

A pura saudade do bom sentimento e o reconhecimento do amor, mesmo que não estejam mais juntos.

Ou ainda…a dúvida do tipo de sentimento que surgiu de uma nova e inesperada quase relação.


Tudo tem um começo e um fim

Eu vejo a dor em seu olhar

E mesmo sem querer eu te deixo partir

Pra que possa tentar ser feliz outra vez

 

Tentar é muito importante, mas insistir pode deixar muitas seqüelas desagradáveis. Por isso, mesmo amando, entender que não é momento para estar junto ou que não há mais solução para felicidade de ambos faz parte do amor verdadeiro.

Ou ainda…ser um sentimento “proibido” para o momento, pois há algum impedimento que não permita viver o que se deseja, e aí surge o respeito, a base do amor, e faz com que você “liberte” o outro.
Recomeçar

 

Necessário sempre, independente de como.

Ou ainda…quem de nós dois?

 

E quando eu me perco em suas memórias

Deixo o espelho contando histórias

Sei que é difícil de esquecer essa dor

E quando penso no que vivemos

Fecho os olhos, me perco no tempo

 

Mais uma vez a saudade, a lembrança dos momentos bons e o desejo que o tempo volte ou apenas se paralise para que em segundos, que sejam mesmo poucos segundos, possamos reviver o que foi bom.

Ou ainda…apenas a dor de não “poder” viver algo que poderia ser bom, mas que não foi, pois não foi vivido. Então se perder no tempo faz com a dor diminua por instantes em pensamentos perdidos.


Pra mim não acabou

 

Nunca acaba!

Ou ainda…pra qual dos dois?
Sei que você vai seguir, mas eu não vou desistir

Eu espero que você se entregue nesse amor

Sei que você vai seguir, mesmo com a dor vai lembrar de mim

 

Sem qualquer tipo de “tradução”, única e exclusivamente a ideia é nunca desistir do amor, mesmo que o vivido tenha tido um fim ou o que se quis viver não tenha começado.

 

Pra mim não acabou

 

Acreditem o amor não tem fim, é intangível e existe para todos!

No Comments

Post A Comment