Guru do Amor | Não preciso de muito tempo, apenas de uma boa oportunidade
679
single,single-post,postid-679,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-10.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.12,vc_responsive
 

Não preciso de muito tempo, apenas de uma boa oportunidade

Não preciso de muito tempo, apenas de uma boa oportunidade

Pare, feche os olhos e se imagine na noite. Você é aquele tipo de pessoa conhecida como “cego em tiroteio” ou “bandido despreparado”? Não sabe o que é? É isso mesmo que você está imaginando. Atira para todo o lado! É só ver alguém em pé e respirando que não perdoa! Sabe qual a probabilidade do tiro ser certeiro? Uma em um milhão. A probabilidade melhora um pouco se o alvo está “a perigo” ou se você se parece com o Rodrigo Santoro ou Grazi Massafera.

Caso sua situação não passe perto das duas opções fique esperto e mude de atitude. A arte da conquista nos proporciona milhares de sensações e resultados, sendo o não, a rejeição um dos inevitáveis, mas que deve se trabalhado como um aprendizado e não uma constante.

Antes da glória temos que batalhar, guerriar, vencer, perder, mudar de estratégia e aprender. O segredo inicial é estudar bem seu alvo. Entender sua dinâmica total, que em outras palavras é saber se tem chance de rolar ou não.

Demonstrar o interesse descaradamente e cair matando pode afugentar o outro e criar uma barreira inicial difícil de ser derrubada. Olhe, busque contatos, conhecimento, tente perceber se o outro está interessado no mesmo que você, isso diminui a probabilidade de uma rejeição.

Não quero dizer para você ficar parado, de modo algum. Ninguém namora estátua, só pombo e passarinho e mesmo assim sempre fazem o que não deve em cima dela. Procure o equilíbrio, dose suas atitudes, extroversão ou timidez em excesso faze mal.

Quando digo para estudar bem seu alvo é para tentar evitar a cantada indevida, a falação na cabeça, os assuntos indesejáveis e mais um monte de coisas que mesmo sendo ditas com boas intenções não são aquelas que o alvo quer e precisa ouvir.

Trabalho sempre uma frase com meus amigos: “Não existe mulher difícil. Existe mulher mal cantada”. E isso vale para ambos os sexos. Não use todo o tempo de sua noite ou da conversa no bar para deixar escrito em sua testa que deseja o outro. Saiba dosar o que deseja demonstrar oscilando entre o te quero e eu só quero te conhecer. Procure conhecer a si mesmo e também as expectativas e desejos do outro.

Uma arma infalível para isso é simples e pouco usada pelo ser humano: ESCUTE! Ouça e preste bem atenção no que o outro fala, pois é ali que ele realmente mostra quem é. E você, tendo paciência, pode conseguir compreendê-lo e “atirar” no momento certo.

Busque e crie suas próprias oportunidades, pois elas podem durar apenas alguns minutos e se perdidas, não há papo e sufocação que dê jeito.

Aja sem pressa, afobação ou exagero. Seja simples, atencioso e sempre com um belo sorriso no rosto demonstrando interesse pelo que o outro fala e pensa, pois inconscientemente essa pessoa irá entender que sua companhia pode ir muito mais além do que um ombro para pássaros e pombos.

1Comment
  • Rodrigo
    Posted at 01:20h, 25 setembro Responder

    cara, esse site esta me ajudando muito, sigo exatamente esses conselhos, mais no final só acabo sendo o Amigo.
    gostaria de saber como posso entra em contato ?

Post A Comment