Guru do Amor | Quando “alguém” aparece
889
single,single-post,postid-889,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-10.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.12,vc_responsive
 

Quando “alguém” aparece

Quando “alguém” aparece

Qquando alguem aparece

Já viveu um momento de seca de emoções?! Quando o tempo passa, você conhece novas pessoas, tem pequenas aventuras, mas nada que te faça ver as coisas de um modo diferente, como esperar uma mensagem de “bom dia” ou a visualização da sua mensagem (ficando azul). É esse tipo de seca que estou falando, pois ela incomoda, faz tudo parecer simples e passageiro. As semanas passam, os eventos acontecem, os amigos namoram, casam e têm filhos. Você pensa: “Será que vou sobrar?”; “Será que não vou me interessar por ninguém?”.

Pode assumir, já aconteceu com você! Pense um pouco, procure nos alfarrábios de sua memória, lá no fundo do seu coração. Achou? Se sim, continue lendo. Se não, pode ler também, no mínimo vai se entreter com o assunto.

Essa fase não é muito fácil, pois com o passar do tempo parece que você se petrifica ou torna-se criterioso demais, sempre achando que falta algo em alguém ou se perde procurando a tal “batida perfeita”. Com isso boas oportunidades passam, possíveis trocas de experiências e histórias se perdem no tempo em troca de momentos.

Momentos esses que podem ser bons, mas são momentos em sua essência e são efêmeros, ou seja, passageiros e transitórios. Óbvio que te fazem aprender em certa perspectiva e também são importantes na vida de uma pessoa, mas o grande porém é quando se tornam rotina, se repetem e passam a ser um hábito. Nesse momento “o bicho pega”, “a cobra fuma” e a “jiripoca pia”.

Não me perguntem o motivo de usar esses termos, mas a intenção é tentar expressar a intensidade da questão em seu ponto crucial. O hábito.

Quer dizer que os momentos passageiros se tornaram constantes e regra para suas possíveis escolhas, o que inevitavelmente vai ser uma barreira ou impedimento para o se deixar levar e se permitir para algo que possa ser bom e tenha uma história.

É o fim? Jamais!!!

Sempre acreditem no amor! O acreditar te dará forças para enxergar a luz no fim do túnel ou simplesmente a luz no olhar do outro, o sorriso sincero depois de uma piada sem graça, o mesmo gosto musical, as mesmas manias esquisitas, o time de coração em comum e o beijo que combina.

Não precisa ser isso tudo ou só isso, mas permita-se ver através do momento, procure as coisas que combinam, os projetos em comum, são esses e mais alguns outros pontos que darão base ao início de uma nova história.

Quando alguém aparece? Depende de como você irá interpretar o seu momento.

1Comment
  • Lisa Santos
    Posted at 14:15h, 12 janeiro Responder

    Eu gosto de um cara, comecei a me interessar por ele no final de 2014. Mas ele estava enrolado e eu desencanei. Fiquei bêbada e fui a um show dele e acabei agarrando ele, nós ficamos, mas foi bem rápido e ele logo foi embora, isso foi no começo de 2015. Na mesma semana eu encontrei com ele e essa menina que suspeitei no começo. Foi constrangedor, mas segui e não vi mais ele. Depois de um tempo ele me adicionou no facebook, mas nem conversamos direito. Fui em outro show dele uns meses depois e ficamos, mas como ele queria me levar pra outro lugar, me senti ofendida e disse que não pudia, estava com amigas e ele acabou indo embora. Um tempo depois fui a um show de uma amigo dele, mas ele iria tocar, como minha irmã era amiga do amigo dele, nós quatro saímos para beber e foi legal, só que não tinha pretensão de ficar com ele, mas acabamos ficando e depois disso começamos a nos falar por facebook até que ele pediu meu número e passamos a nos falar por whatts também.
    Isso foi próximo de agosto, a gente conversava bastante, gostava dele, mas como acha que ele ainda estava afim daquela garota, levava como uma conversa casual. Eu dizia que não queria namorar e ele também, então a gente ficou bem mais próximo, ele vivia tentando falar comigo e eu acho que nem dava tanta bola, porque ele falava comigo e depois sumia. Até que fui em um show dele e só conversamos bem rápido, no dia seguinte ele ficou brincando dizendo que eu não deveria deixar ele tão solto e eu perguntei se tinha acontecido alguma coisa, ele falou que só um selinho em uma amiga. Então achei que éramos amigos e acabei ficando com um cara e contei pra ele. Ele não gostou, disse que não era pra eu ficar com ninguém. E decidimos que se ele quisesse ficar com alguém, tudo bem, eu não ligava, mas não podia saber e eu não podia ficar com ninguém. Como eu não fico normalmente, não me importei. Depois comecei a me importar e decidimos que ele não ficaria mais com ninguém.
    No final do ano, ele falava que gostava de mim, que queria namorar, e que iríamos morar juntos, mas ele sumia, depois voltava. Ele viaja muito e as vezes nem fica na nossa cidade, só que quando fica, não me chama pra sair. Já tivemos várias DRs e ele sempre diz que gosta de mim, que não se esquece de mim, mas não lembra de me mandar um “oi” ou me chamar pra sair. Já briguei com ele, já bloqueei ele, já paramos de nos falar, mas as vezes ele volta e pedi desculpa, diz que vai mudar que é distraído. Ou eu volto e quero conversar porque gosto dele e não consigo seguir em frente por causa disso. Esses tempos ele me mandou uma mensagem, depois de uns dias que discutimos e ele disse que iria mudar. Disse que não me merecia, que só me fazia mal e que a única solução era se afastar. No final do ano mandei uma mensagem pra ele desejando tudo de bom, que continuaria gostando dele e desejando o bem pra ele e que apesar de tudo, não iria deixar de fazer o que quero, no caso, falar com ele, só por ego ou qualquer coisa assim. Ele me ligou (pela primeira vez –‘ ) e conversamos, ele estava indo viajar e me perguntou o que eu iria fazer domingo, eu disse que não tinha compromisso e ficamos de nos falar no sábado. Ele veio, conversamos, mas ninguém tocou no assunto de domingo. E no domingo ele sumiu e eu vi que ele saiu, foi em uma festa que sempre tem no domingo e que ele costumava encontrar a outra garota.
    Fiquei tão mal, porque fiquei me sentindo boba por achar que ele iria mudar, não acho que ele fique com outras pessoas e se faz isso, não posso querer controlar isso, não temos nada, mas me machuca porque gosto dele e fico esperando pra gente se ver, só que quando ele tem tempo, ele não me procura.
    Semana passada fui em um bar onde eu costumo ir e ele estava lá, ele veio falar comigo, mas estava brava e não consegui não demonstrar. Minha irmã disse que ele ficou me olhando o tempo todo e eu percebi que ele ficava nos lugares me olhando, quando estava indo embora ele me chamou pra conversar e eu com resistência acabei cedendo.
    Eu disse que não iria mais falar nada, disse que só eu falava, ele perguntou o que podia fazer pra melhorar, disse que estava com saudade, eu resisti, não queria ficar com ele. É ruim porque eu sinto que ele gosta de mim e ele fica me chamando pra morar junto com ele, pra gente ter onde ficar, porque não temos um lugar pra ficar junto, ambos moramos com os pais e ele mora longe da minha casa e só eu tenho carro, mas nunca me ofereci pra sair com ele ou buscar ele. Até porque o carro não é só meu e pra ter ele no final de semana é muito trabalhoso. Mas nossa relação é platônica, não sei se ele faz isso só pra me prender até ele decidir o que quer, se realmente não quer nada comigo, mas também não quer perder alguém pra massagear o ego. Acontece que eu sempre vejo um ser inseguro, disse que ia muito atras de mim e que eu nunca ia puxar assunto no whatts, mas me cansa, ele é muito fechado, queria saber mais sobre ele, só que ele não deixa, daí parece que não temos assunto.
    Eu acabei ficando com ele, mas não foi bom, estava brava e ao mesmo tempo em que ele dizia que eu não sabia o dia de amanhã, se ele iria mudar ou não, eu perguntei pra ele se ele queria que eu ficasse esperando ele, ironicamente e ele disse que não sabia o que me responder. É frustrante, eu sei que eu também não tenho noção do que quero, nunca namorei e já partiram meu coração, então também me fecho bastante. Ele tem dda e ele me disse que isso não é desculpa, mas a rotina dele é complicada.
    Não nos falamos no sábado, ele tinha show e voltaria no domingo. No domingo eu fui falar com ele e ele parecia feliz, mas me irritou porque queria que ele fosse mais comunicativo, ele até puxou assunto, só que me frustou porque não iria a lugar nenhuma aquela conversa.
    Como era domingo, teve a festa e eu estva brava porque sabia que ele iria, uma amiga minha me chamou pra ir e eu nunca vou, eu visualizei a conversa dele e não respondi mais. Depois fui pra festa e acabei saindo mais cedo, ele apareceu no final, eu fui com uma amiga levar outra amiga pra casa e quando voltamos não podia mais entrar e fomos pra outro barzinho. Me avisaram que ele estava no bar, eu só fiquei chateada, de novo ele tem tempo pra sair sozinho e não me chamar pra fazer algo.
    Ele apareceu no bar que estava com outro cara e não me cumprimentou, eu também não fui falar com ele, estava conversando com uma amiga e me concentrei só nela. Depois fui ao banheiro, passei por ele, mas não parei, ele estava conversando com esse outro cara no bar e quando voltei, fui em direção ao caixa pra pagar e ir embora. Só que eles estavam encostados no caixa.
    Eu cruzei o braço e não fui pagar, não olhei pra ele. Mas ele veio e me puxou, perguntou o que eu estava fazendo lá e porque não tinha falado pra ele que iria lá. E eu brava perguntei porque ele não tinha me falado. Daí disse que estava na festa e ele também disse, então ele perguntou se eu estava brava e eu disse que não, mas ele me abraçou e disse que me conhecia e sabia que eu estava e que depois a gente conversava. Eu só fui pagar a conta e dei tchau de longe. Ontem e hoje não nos falamos mais.
    Tô na bad, Guru, gosto dele, mas não aguento mais ficar esperando ele. Só que também não quero mais ninguém, só queria ele. Mas como?? Se ele não se importa ao ponto de ficar comigo??

Post A Comment