Destaques

Querer o que não é fácil Fico cada vez mais impressionado com nossa capacidade humana de sempre querer o mais difícil, de enjoar do que vem com certa facilidade e de sofrer com expectativas do que não aconteceu. O despertar de um desafio ou o prazer de uma conquista são sensações...

Read more

Quando “alguém” aparece Já viveu um momento de seca de emoções?! Quando o tempo passa, você conhece novas pessoas, tem pequenas aventuras, mas nada que te faça ver as coisas de um modo diferente, como esperar uma mensagem de “bom dia” ou a visualização da sua...

Read more

Memórias de um Amor [caption id="attachment_884" align="alignleft" width="300"] Música e Amor[/caption] Já escrevi um texto utilizando diversas músicas e um outro utilizando apenas uma. São os textos que mais gosto, pois conciliam duas paixões que tenho e, principalmente...

Read more

Poderia ter sido o que não foi [caption id="attachment_879" align="alignleft" width="300"] Como seria chegar lá?[/caption] Esse é meu medo... Vai ficar o sentimento avassalador de como teria sido o que quase foi sem nunca ter chegado perto de ser. De como seria o beijo sem...

Read more

Música e Amor Ao pensar sobre relacionamentos veio a minha mente diversos sentimentos e acontecimentos possíveis de uma relação, como amor, paixão, traição, saudade, desejo, sexo, separação e por aí vai. Nada melhor para expressar esses sentimentos do que...

Read more

Por que sempre queremos o mais difícil?




Por Guru do Amor   |   Comentários: (0)   |   Textos

Essa pergunta vale para muita coisa, suas respostas então, pra muito mais. Mas vamos falar somente na parte que toca o relacionamento entre pessoas, que é o que mais fazemos aqui.

Vai falar que você nunca “deu mole” pra alguém? Nunca “correu atrás” de alguém? Implorou? Insistiu? Ou foi inconveniente?

Ou então vamos pensar ao contrário. Vai falar que ninguém nunca te “deu mole” ao extremo? Nunca “correram atrás” de você? Imploraram? Insistiram? Ou foram inconvenientes?

Com certeza uma dessas duas opções de situações você já viveu. Se não viveu, relaxa, vai passar por isso um dia.

Já parou pra pensar porque isso acontece?

Vou tentar seguir uma linha de raciocínio que pode guiar, justificar ou até explicar alguns casos.

Vamos pensar na nossa sociedade, no momento em que vivemos hoje. Tudo é aqui, agora, rápido, urgente, descartável, prático, desafiador. Temos que ser os melhores, invencíveis, fortes, magros, bonitos, conquistadores, ou seja, VENCEDORES.

O que é fácil (está a nossa disposição) não damos muita bola, parece que não entra no nosso foco de interesse. Ficamos muito ligados naquilo que temos que conquistar, que conseguir, possuir. Buscamos o prazer embutido em uma conquista, como se fosse um troféu conquistado. Deixamos de lado o que vem fácil para nós, não damos valor, de graça, sem esforço parece não ter graça.

O grande problema é que deixamos escapar milhões de possibilidades e oportunidades que poderiam mudar ou completar nossas vidas. Ficamos tão presos a um certo tipo de propósito que damos volta atrás do nosso próprio “rabo”, sempre caindo nas mesmas situações. E o pior, ainda reclamamos que está difícil arrumar alguém.

Talvez esse alguém esteja “dando mole”, “correndo atrás”, implorando, insistindo ou até sendo inconveniente e a gente nem percebe. Então vamos abrir os olhos, tentar perceber o que realmente queremos e precisamos. A partir daí quem sabe consigamos dar um giro de 360° para vermos que melhor pode ser o mais “fácil”.

Escreva um comentário